Redes sociais
 
HOME   POETISA   DIREÇÃO TEATRAL   VÍDEOS   CURSOS   CLIPPING   CURRÍCULO   CONTATO

 
 

"Caráter inventivo, sensibilidade transbordante, firme e determinada, assim é Paula Wenke, na arte e na vida: uma artista com vários recursos."
Isa Albuquerque.
Cineasta, roteirista e diretora dos longas-metragens: "Ouro Negro", "Histórias do Olhar", e diretora do Ibero Cine Brasil Festival.

“Conheci o projeto Teatro dos Sentidos criado por Paula Wenke e agradeço por essa oportunidade. Trabalho apaixonante. Desejo sorte e continuação sempre.”
Patrice Pavis.
Doutor e Professor de Teatro na Universidade de Paris VIII - Saint-Denis
Autor de “Dicionário de Teatro”

“O Teatro dos Sentidos me parece algo importante a se trazer para a minha companhia. Seria uma troca maravilhosa. Paula Wenke não deve parar esse trabalho criativo e engajado nunca!”
Arianne Mnouskine
Diretora do Théatre du Soleil em Paris

“O Festival de Teatro Europeu de Portadores de Deficiência tem total interesse em integrar o Teatro dos Sentidos em suas próximas edições em Versailles. Desta forma poderemos abrir pela primeira vez a um outro continente.”
Rachel Boulanger-Dumas
Presidente do ORPHEE
(Oevres et Réalisations des Personnes Handicapées d´Expression Européenne)

“...Que espetáculo lindo, quanta magia e emoção! PARABÉNS! Que ele dê a toda a equipe do Teatro dos Sentidos muitas alegrias e sucesso, por onde se apresentarem.“
Alcione Mazzeo
Atriz - Sobre o espetáculo “Feliz Ano Novo” nos moldes do Teatro dos
Sentidos, em cartaz no Teatro de Arena da Caixa Econômica, em 2010.

"... É um livro vivo - diz a autora e repetem seus discípulos. Discípulos porque a idéia de Paula Wenke se harmoniza com os passos de Boal. A diretora se interessa por multiplicar a aprendizagem dos palcos de Arena. Cruzemos os dedos. Vamos ficar na torcida. Quem sabe assim teremos Feliz Ano Novo de volta ao Rio ficando em cartaz
por mais tempo.”

Hilda Armstrong
Jornalista

viewporntube indobokep classicrentcar zerocar borneowebhosting classicborneorentcar bokep indonesia videongentot bokeper entotin bokepsmu videomesum bokepindonesia “... Em tempos de ultra super hiper conectividade, ter a oportunidade de voltar a ter contato com a nossa percepção primitiva das coisas já merece nota 10. Se experiências como estas fossem mais freqüentes, acabaríamos percebendo o quanto estamos desconectados do mundo como ele realmente é e conectados à idéia que temos dele...”
Vilma Goulart
Jornalista

“Paula Wenke nos fala do amor sem medo e sem pudor. Há em seus poemas um poder encantatório, musical e imagético, como se ao invés de se querer poetar, se cantasse. Tal a desenvoltura do ritmo, a harmonia das palavras e a noção exata do tempo poético e das rimas, e com uma linguagem extremamente cuidada, elaborada e moderna. Paula Wenke traz à poesia escrita por mulheres no Brasil, uma visão ousada do próprio universo feminino, cujo lirismo controlado e, ao mesmo tempo, liberto de preconceitos e pudores, estende uma linha direta entre a sua emoção e a do leitor. Um livro que dança, canta, fala, vibra e fotografa tudo o que nos cerca e que, universalmente, nos abarca: morte, solidão, amor, tragédias sociais, e nossas alegrias cotidianas. Com “Zoom in Zoom out”, a poeta cria uma espécie de “espaço da arte” e - inconscientemente ou não -, quase realiza um estilo novo.”
Tanussi Cardoso
Poeta e Jornalista. Atual Presidente do Sindicato dos Escritores do Estado do Rio de Janeiro.

"A poetisa, atriz e diretora multimídia carioca, Paula Wenke, mostrou que é realmente muitas mulheres em uma. Abriu sua palestra no último dia do evento com sua animação e carisma, seu bom humor feminino e seu talento para dominar a plateia. Relatando suas experiências pessoais, seu trabalho com o Teatro dos Sentidos, a cena poética atual do Rio de Janeiro e o lançamento do seu livro "Zoom in Zoom out", onde apresentaa poesia convidativa, utilizando temas pessoais e temas generalizados, encantou todo o público presente. Brilhante apresentação!
José Eduardo Mendes Camargo
Presidente do Instituto Usina de Sonhos, realizadora do Festival Internacional de Poesia de Dois Córregos, SP.

“A entrada no mundo poético de Paula Wenke é um choque de multiplicidade. Seu livro “Zoom in Zoom out” é a lente fotográfica, a um tempo digital e analógica, carnal e espirituosa de uma surpreendente estreante. Ela mergulha e logo salta nas águas de uma exuberante feminilidade.”
Roberto Athayde
Dramaturgo brasileiro mais montado no exterior.

"Zoom in Zoom out é uma linda radiografia da alma de Paula Wenke. Parabéns chega a ser medíocre como forma de elogio."
André Lamoglia
Publicitário, Diretor de Criação da Allcom.

Aberrações, dirigida por Paula Wenke é uma peça de vanguarda, moderna, a cara do Rio de janeiro. Feita por uma galera jovem, com texto inteligente e engraçado, que cutuca a gente e nos faz pensar em nossas próprias aberrações.
Ciça Guimarães
Atriz e apresentadora

“Paula Wenke ministrou cursos de interpretação e montou espetáculos com os alunos da Casa da Gávea obtendo ótimo resultado.”
Paulo Betti e Cristina Pereira
Atores e sócios-proprietários da Casa da Gávea

"Vou criar o paulismo e serei um discípulo a admirar seus poemas que tanto me emocionam. Paula Wenke tem formação consistente, propósitos engajados. Suas criações artísticas são importantíssimas para uma sociedade crítica. Um orgulho para o nosso país"
Embaixador Jerônimo Moscardo
Ex-ministro da Cultura no governo Itamar

“É bastante positivo tomar contacto com outros métodos através de uma pessoa importante no meio. Estou apaixonada pela arte da Interpretação.”
Marta Leite Castro.
Apresentadora e atriz de novelas em Portugal, muito conhecida do público. Foi responsável pela ida de Paula Wenke para Lisboa onde ministrou um workshop em 2008.

“ Fui ao êxtase quando senti a peça Pluft nos moldes do Teatro dos Sentidos. Percebi em cada um dos espectadores que lá estavam, o entusiasmo de uma sensação ímpar em suas vidas.”
Guilherme Serrano.
Guilherme Serrano, historiador e coordenador dos cursos de interpretação da Escola Maiores Elencos.

“Paula Wenke contorna com maestria uma súbita mudança de palcos do Espetáculo Aberrações em pouquíssimo espaço de tempo. Transformou uma encenação idealizada para um palco pequeno, nos moldes de Café-Teatro para um grande teatro com palco italiano como o Teatro dos Grandes Atores na Barra da Tijuca.
Paula Wenke costurou a encenação dos esquetes de Aberrações de modo a conferir dinâmica e deu condições aos atores para desempenhar o ofício com eficácia. A qualidade do texto é também fator fundamental nesse excelente espetáculo.”

Jorge Leão
Editor do Jornal Cultura & Lazer

“Parabenizamos a professora de interpretação e diretora teatral Paula Wenke pela sensibilidade demonstrada ao adaptar o texto de Maria Clara Machado para uma platéia de crianças com deficiência visual, imprimindo ao espetáculo qualidade técnica e brilhantismo. A você, Paula, nosso muito obrigado pela emoção proporcionada aos nossos alunos.”
Cátia Maria Paim da Cruz
Diretora do CAP (Centro de Apoio Pedagógico ao Deficiente Visual da Bahia) sobre o espetáculo Pluft, o fantasminha encenado em Salvador em 2001.

“A diretora Paula Wenke tem uma forma mais arrojada de pensar as soluções dramáticas no palco. Para ela, quem assiste ao espetáculo vê o mundo através de um olho mágico. Não o que está na porta de casa, mas sim nos próprios olhos. Inspirada no grotesco, o espetáculo traça uma linha tênue entre o risível e o trágico.”
Rio BR
Arte & Cultura

“Paula Wenke, minha diretora com talento raio-x para enxergar todas as minhas loucuras e dar corpo e movimento a elas. Obrigada pelo carinho com que você sempre recebeu o meu universo. E o devolveu ao mundo melhorado.”
Moisés Liporage
Autor de Aberrações e redator do Multishow

 
VOLTAR AO TOPO